Como melhorar minha saúde sexual depois da gravidez?

Saúde sexualUm dos problemas que mais aparece depois da gravidez é a relação sexual do casal. Cuidar do bebê e da casa se torna uma tarefa difícil e muito cansativa para as mamães de plantão fazendo a relação sexual do casal ficar em último plano.

Como vocês sabem é recomendado pelos médicos ficar de quatro a seis semanas de abstinência. Porem é muito frequente a diminuição ou perda do apetite sexual depois desse período. Por isso algumas dicas desse artigo pode ajudar você a recuperar a libido e a melhora na sua saúde sexual.

Dicas

Os homens são extremamente sensíveis ao estímulo visual. Enxergar-se bonita faz bem para a autoestima e para os olhos dele também. Então, capriche. Cuide do visual, cuide do cabelo, unhas e pele e sempre ande cheirosa.

É normal a amamentação deixar a vagina mais seca e sensível. Por isso, utilize lubrificantes e hidratante vaginal para não sofrer com dores no momento da penetração.

Estimular seu parceiro é fundamental para a saúde sexual de ambos. Por isso diminua a velocidade da experiência do sexo e passem mais tempo nas preliminares, especialmente no toque. Se precisar, faça seu parceiro tomar Xtramaster que é um estimulante sexual natural que estimula ainda mais a libido o prazer sexual.

É muito importante nunca deixar seu parceiro de lado. Um mergulho a dois na banheira para relaxar, uma carícia mais ousada e um beijo inesperado são formas de reafirmar seu amor.

Depois da gravidez, ter um tempo a dois pode ser quase impossível. Mas o casal em questão deve levar isso a sério, pois o grande erro após o parto é não namorar mais. Esse hábito deve ser permanente em uma relação.

Nunca volte a vida sexual para agradar seu marido ou por imposição dele. O desejo sexual deve ser de ambos. Nunca também transe também com medo de perder seu marido ou de ser traída.

Mostre ao seu parceiro que você precisa da ajuda dele para cuidar do bebê e da casa, porquê só assim que ambos terão tempo para si mesmo.

A libido baixa também pode estar relacionado ao estresse e depressão. Afinal, cuidar do bebê, marido e da casa é uma tarefa muito cansativa para uma mulher. A depressão pós-parto é surpreendentemente comum hoje em dia.

É bom destacar que depressão pós-parto não é culpa da mulher, nem significa rejeição ao bebê. É importante que a mulher ou algum familiar reconheçam logo a depressão, para que ela receba o apoio e o tratamento necessários. Sem tratamento, a depressão pode durar meses e até anos.

E lembre-se que seu médico é muito importante para manter sua saúde pós-parto! 😉

Como cuidar da saúde pós-parto?

A gravidez exige muito de uma mulher. Afinal, ela está carregando mais uma vida. Por isso os cuidados são intensos.

E depois da gravidez os cuidados com o corpo acabam ficando de lado, pois é comum dedicar todas as atenções só para o filho.

Depois do partoUm estudo americano mostrou que as mulheres têm frequentado muito os serviços de emergência dos hospitais justamente depois da gravidez. Isso revela que boa parte das mães não faz o devido acompanhamento médico no período que sucede o parto. Por esse motivo, elas acabam correndo para o pronto-socorro quando estão com algum problema mais grave.

Outro estudo também mostrou que a separação de casais acontece principalmente depois da gravidez, o que mostra que o bebê muitas vezes é grande prioridade do casal o que acabam dificultando o relacionamento e impedindo de se ter um casamento duradouro.

Só para constar, o casamento de sucesso funciona, por mostrar exatamente como ter um casamento ainda mais prazeroso depois da gestação.

Dicas

Pra começar, é muito normal sentir cólicas no pós-parto de uma hora para outra. O útero está voltando ao tamanho normal e se adaptando novamente ao corpo. O muco costuma ficar mais claro ao longo do tempo e não significa riscos para a saúde.

O pós-parto precisa de cuidados, um deles é com exercícios. Exercícios na água, como natação e hidroginástica, só devem ser iniciados após 60 a 90 dias após o parto, pois a água poderá causar alguma infecção uterina.

É muito importante depois do parto a mulher ficar pelo menos 1 mês sem fazer nada, pois só devem ser realizados após a liberação do obstetra pelo risco de reabertura dos pontos da cesária ou da episiotomia.

Depois desse período a prática desses exercícios pós-parto são fundamentais para o emagrecimento e melhoramento da postura. Exercícios como Abdominal com bola, ponte e prancha são ótimo para fortalecer o abdômen após o parto.

Mais o que deve ser levado mais a sério pela mamãe é a alimentação. Consuma alimentos ricos em proteínas e principalmente fibras. As fibras auxiliam na prevenção e tratamento da constipação intestinal, elas auxiliam no controle glicêmico o que deixa mais lento o processo de absorção dos carboidratos.

Com isso você terá mais saciedade durante o dia e consequentemente terá menos fome fazendo você comer menos calorias.

Fazer um detox inteligente funciona também para emagrecer e melhorar a saúde depois do parto. Com isso inclua sucos desintoxicantes, como esse:

Dicas para ter uma gravidez tranquila e saudável

Gravidez tranquila e saudávelA gravidez é um momento mais que especial para a mamãe, por isso é importante cuidados diários para uma gestação tranquila e saudável.

A gravidez é uma época realmente mágica na vida de muitos homens e mulheres. A barriga começa a crescer, o bebê passa a ser sentido e depois de um tempo uma nova pessoinha está entre nós.

Muitas mulheres param de comer certo tipo de alimento por causa do enjoo, mas é sempre possível arranjar um substituto que tenha valor nutricional parecido.

Se você já teve o bebê e quer voltar a ter um corpo magro, esse artigo é muito importante para você.

Cuidados com a alimentação

A alimentação é uma preocupação não somente no momento da gravidez, como durante a vida inteira. Porem, durante a gravidez é muito importante ter certos cuidados com a alimentação.

É necessário ter uma alimentação equilibrada e saudável. O ideal é ter uma dieta que inclua verduras, legumes e frutas, carboidratos integrais, proteína que pode vir do peixe, da carne, do frango, dos ovos, de castanhas ou sementes e também leite e laticínios em geral.

Evite comer carne de origem animal crua devido ao risco de toxoplasmose. É muito importante lavar bem verduras, legumes e frutas para tirar todo resquício de terra ou sujeira, e lave bem as mãos antes de comer.

Atividade física

Um bom programa de exercícios vai lhe dar a força e a resistência necessárias para carregar o peso extra da gravidez e para aguentar o estresse físico do parto.

Colocar o corpo em movimento faz muito bem à saúde como um todo. Ao fazer exercícios durante a gravidez nos livramos do estresse e distraímos a cabeça com outras coisas. Além disto, durante a gravidez, a atividade física ajuda a preparar a mulher para o momento do parto, deixando-a mais flexível e com músculos mais fortes.

Reduza o consumo de cafeína

Estudos indicam que o consumo de mais de quatro xícaras de café por dia pode estar associado a bebês de baixo peso, além de afetar o sistema respiratório do feto. Isso porque, acredita-se que a cafeína atravessa facilmente a barreira placentária, chegando até o bebê.

A cafeína contrai os vasos sanguíneos e isso repercute no bebê na forma de dificuldade para receber oxigênio e nutrientes. Os efeitos negativos da cafeína também se observam na grávida, aumentando o risco de sofrer de insônia, dor de cabeça, acidez no estômago e nervosismo.

Descanse

É muito importante a gravidez, repousar. Há evidências de que o esforço físico e o estresse sobrecarregam o organismo, aumentando a possibilidade de sangramentos e contrações.

Dormir bem a noite e tirar pequenos cochilos durante o dia também são importantes para sua saúde e do bebê.

Nos três primeiros meses, por exemplo, é o momento da implantação da placenta no útero e de maior descarga de hormônios no corpo. O corpo precisa se adaptar às várias mudanças e descansar. Por isso, quando tiver sono, durma.

3 Dicas para emagrecer pós-parto

Dicas para emagrecer pós-partoApós o parto, é normal a mulher querer emagrecer, para voltar ao peso que tinha antes de engravidar, para aumentar a sua auto-estima e para se sentir bem na sua própria pele.

Com isso o grande desafio para quem era gestante é voltar a ser magra e saudável.

No entanto, nesta fase é desaconselhado fazer dietas muito restritivas porque elas podem prejudicar a amamentação.

Na média, logo após o parto a mulher perde, aproximadamente, 6 kg daquilo que engordou durante a gravidez e se amamentar exclusivamente o bebê até aos 6 meses, naturalmente, deverá perder de 800 g até 2 kg por mês. Isso porque o corpo gasta em média de 400 a 500 calorias a mais só para produzir o leite materno, o que ajuda muito a emagrecer no pós-parto.

Se você busca informações mais detalhadas a você e um acompanhamento profissional o ideal é você ir atrás de um nutricionista. Mais todos nós sabemos que não fica muito barato essa medida, por isso um dos melhores custos benefícios é fazer algum programa de emagrecimento.

O programa mamae sarada funciona exatamente por mostrar em todos os detalhes como voltar a ter um corpo magro e sarado depois da gravidez. Ele foi feito principalmente para mamães que acabaram de ter um filho ou possuem filhos pequenos e não tem muito tempo.

1- Ter uma alimentação rica em proteínas

A nutrição da gestante é fundamental para a saúde da mãe e para garantir a formação ideal do feto. Uma alimentação balanceada, com pequenas porções ao longo do dia, contribui para a variedade de nutrientes necessários no período.

E a proteína é muito importante em qualquer alimentação, inclusive pós-parto e para seu bebê. De modo geral, as proteínas funcionam como “tijolos” na construção de ossos, músculos, cartilagem, pele e sangue.

A proteína de qualidade está em alimentos de origem animal como carnes, peixes e ovo.

Dica rápida: Gestantes não devem ingerir carnes cruas ou mal passadas, tanto vermelha quanto peixes, devido ao risco de conterem a bactéria da salmonela e o parasita da toxoplasmose, entre outros problemas.

2- Fazer exercícios

Fazer exercícios depois da gravidez é muito importante para voltar a forma e ao condicionamento ideal. Mais lembrando que os exercícios devem ser feitos semana após o parto, se o médico liberar a prática.

Entre 40 e 60 dias do parto cesáreo, dependendo da recuperação de cada paciente, pode-se voltar às demais atividades como corrida, musculação, Pilates, ioga, ginástica localizada.

Tanto no parto normal como na cesárea não se deve iniciar esportes na água (natação, hidroginástica) antes da liberação do obstetra, que será ao redor de 30 a 45 dias do parto, quando o colo uterino já estará bem fechado, evitando o risco de infecções.

Fazer exercícios para perder barriga rápido e exercícios para fortalecer o abdômen é fundamental para combater a flacidez.

Uma solução caseira para as atividades físicas é aproveitar para passear com o bebê no carrinho quando o pediatra tiver liberado, diariamente, e em casa aproveitar a sonequinha do bebê para fazer sequências de abdominais.

Veja alguns exercícios para fazer pós-parto:

3- Hidrata-se

Beber águaSe hidratar é muito importante pós-parto e para voltar ao corpo magro. A água é fundamental para o bom funcionamento do organismo e até para sua beleza.

Durante a gravidez por exemplo, é muito importante a mulher beber água, pois ela será importante também para melhorar a circulação sanguínea e a irrigação do útero e da placenta; manter o líquido amniótico em níveis adequados; estabilizar a pressão arterial; e eliminar toxinas que aumentam o risco das perigosas infecções urinárias.

Para garantir todos os benefícios da água é importante consumir no mínimo 1,5 litro de água por dia. Portanto, mantenha sempre perto de você uma garrafinha de água.

Se você busca economizar no seu enxoval do bebê, esse artigo será muito útil para você.

Fonte desse artigo: http://brasil.babycenter.com/